Para o funcionamento da ampola de raios catódicos, é necessário conectá-la a uma fonte de alta tensão. Podemos conectar um dos polos da ampola a um gerador de Van de Graaff, ficando o outro polo aterrado, submetendo-a, desta forma, a uma diferença de potencial superior a dez mil volts. Quando em funcionamento, temos a emissão de um feixe denominado de raios catódicos. Ao aproximarmos um imã, o feixe é defletido. Também podemos conectar a ampola de raios catódicos à máquina eletrostática de Wimshurst, obtendo descargas elétricas rápidas, que se propagam no interior da ampola.

VÍDEOS:

  • Execução 1
  • Execução 2
  • Manutenção
  • Acondicionamento para transporte

MINF - UFPA - Av. Augusto Correa, n° 01, Campus Básico do Guamá - Belém - Pará, CEP: 66075-110
Tel.: (91) 3201-7889. E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.